Festival do Rio

Mostra Midnight Movies 2017 traz filmes de 10 países

crônicas cariocas
Escrito por crônicas cariocas

Dez filmes fazem parte da mostra principal dos Midnight Movies do Festival do Rio 2017 – que este ano se desdobra ainda em Midnight Música e Midnight Movies apresenta: Pornochanchada à japonesa. Na seleção, histórias bizarras, chocantes e insólitas, em longas-metragens marcados por tramas de crimes, violência, sexo e vingança.

Além da diversidade de países das produções (Alemanha, Bélgica, Brasil, Camboja, Coréia do Sul, Estados Unidos, Estônia, Finlândia, França e Reino Unido), muitas delas passaram por importantes festivais internacionais de cinema como Cannes, Veneza, Berlim, Toronto, Locarno, Roterdã e Tribeca.

Conheça os filmes:

As Misândricas, de Bruce Labruce

Em algum lugar da Alemanha, um “exército de amantes” radical se prepara para sua revolução final. Mulheres estão discutindo, militando, menstruando, batalhando pelo declínio do patriarcado, aprendendo sobre reprodução assexuada e, claro, fazendo sexo. Repentinamente, um jovem e perdido soldado busca refúgio nesta espécie de convento feminista. Sua chegada desperta uma pergunta crucial entre as internas: é possível haver igualdade em um sistema corrupto? Novo filme de Bruce LaBruce (Hustler White, O reich framboesa) sobre um mundo utópico sem homens. Festivais de Berlim e Toronto 2017.

Brawl in Cell Block 99de S. Craig Zahler

Bradley (Vince Vaughn), um ex-boxeador, perde seu emprego em uma oficina mecânica e seu casamento turbulento está perto do fim. Em meio a essa encruzilhada, ele se vê obrigado a trabalhar como traficante para um amigo. O trabalho melhora sua situação de vida, mas em um dia terrível ele se vê no meio de um tiroteio entre um grupo de policiais e alguns de seus mais implacáveis aliados. Quando a confusão termina, Bradley, seriamente ferido, é jogado na cadeia. Lá, seus inimigos o forçarão a cometer atos de extrema violência que transformarão o lugar em um selvagem campo de batalha. Veneza e Toronto 2017.

Cadáveres Bronzeadosde Hélène Cattet e Bruno Forzani

O verão no Mediterrâneo: mar azul, sol ardente… e 250 quilos de ouro roubados por Rhino e sua gangue! Eles encontraram o esconderijo perfeito: uma aldeia remota e abandonada, que acaba de ser tomada por uma artista em busca de inspiração. Infelizmente, hóspedes surpresa e dois policiais chegam para atrapalhar seus planos. Agora, o local pacífico, que costumava ser cenário de orgias e atos selvagens, transforma-se em um macabro campo de batalha. Um filme surpreendente e implacável, com cenas de extrema violência. Exibido nos festivais de Toronto e Locarno 2017.

Doce Virginiade Jamie M. Dagg

Um roubo seguido de morte abala uma pequena cidade do Alasca, em particular duas mulheres, que ficaram viúvas em consequência do crime, e um amigo delas, Sam. Ele, um antigo astro de rodeios, dá início, sem saber, a um relacionamento com o jovem responsável pelos atos de violência que tomaram a cidade de assalto. Todos à sua volta, de seus entes queridos a seus parceiros comercias, desempenham um papel no desenrolar desta comunidade. Agora Sam, um herói já não tão jovem, deverá encarar as relações entre passado e presente para lutar contra este inesperado predador. Tribeca 2017.

Fuga!de Jimmy Henderson

A gangue Butterfly, composta inteiramente por mulheres, está envolvida em todo tipo de crime imaginável. Quando a polícia captura Playboy, seu único membro homem, eles sabem que tem nas mãos a chance de acabar com a gangue. Assim, Playboy é enviado para a prisão mais segura do país, onde fica sob vigilância total. Mas nenhuma cadeia é impenetrável para a gangue Butterfly, e não demora muito para que as coisas comecem a dar errado. Logo os prisioneiros iniciam uma revolta, isolando um pequeno grupo de policiais que precisará lutar para sobreviver.

Lake Bodomde Taneli Mustonen

Em 1960, o pior pesadelo de todo campista se tornou realidade no lago Bodom, quando quatro adolescentes foram esfaqueados até a morte enquanto dormiam. Os anos se passaram, o caso foi arquivado e o mistério não resolvido se tornou uma lenda, uma história assustadora que é passada de geração em geração ao pé da fogueira enquanto o assassino segue em liberdade. A fim de reconstituir os assassinatos, um grupo de jovens chega ao mesmo acampamento. À medida que a noite avança, uma verdade ainda mais obscura e sangrenta começa a surgir – e a verdadeira carnificina começa.

Meu colégio inteiro afundado no marde Dash Shaw

Dash e seus dois melhores amigos, Assaf e Verti, estão no segundo ano do ensino médio em uma escola que se localiza numa encosta na beira do mar. Os três editam um jornal, mas surge um conflito entre eles e Dash, ao se sentir traído pelos outros dois, resolve escrever um livro. Após um terremoto, o colégio é jogado ao mar e começa a afundar. Inicia-se então a grande luta pela sobrevivência. Lady Lorraine, a merendeira do colégio, torna-se então a heroína desse momento. Uma fábula sobre as agruras de se tornar um adulto em uma sociedade competitiva. Festivais de Berlim e Toronto.

Prevengede Alice Lowe

Ruth está grávida de sete meses e, como muitas outras gestantes, acredita que seu bebê já conversa com ela por meio de uma voz interior. A única diferença é que o pequeno ser humano, a fim de responsabilizar a sociedade pela ausência de seu pai, exige que ela realize uma verdadeira carnificina. Em uma jornada pós-feminista, é o bebê quem ensina Ruth como atrair e matar pessoas que cruzam seu caminho, como o dono de uma pet shop e um DJ. Um conto sangrento sobre a mais santificada experiência humana: a maternidade. Exibidos nos festivais de Veneza e Toronto 2016 e Roterdã e SXSW 2017.

Salde Diego Freitas

Márcio, um técnico de informática solitário com seus 30 anos, encontra Sérgio, um intrigante arquiteto de meia-idade, em um site onde as pessoas compartilham uma fantasia estranha. Márcio acumula coragem e decide encontrar Sérgio pessoalmente. No apartamento de Sérgio, Márcio terá que concordar com os termos estabelecidos pelo arquiteto para que possa realizar seu sonho. Baseado em uma história real.

The villainessde Jung Byung-Gil

Desde pequena, Sook-hee foi treinada para se tornar uma assassina sanguinária. Quando o chefe da Agência de Inteligência coreana se oferece para recrutá-la como agente secreta, Sook-hee recebe uma segunda chance: “Trabalhe para nós por dez anos e você será livre”. Sua nova identidade é como Chae Yeon-soo, uma atriz de teatro. Depois de servir seu país por uma década, ela dá início a uma nova vida, onde tem que lidar com tarefas corriqueiras do dia a dia. Até que dois homens aparecem de repente em sua vida, e ela descobrirá os segredos de seu passado. Festival de Cannes 2017.

Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

crônicas cariocas

crônicas cariocas

%d blogueiros gostam disto: