2 minutos para sentir saudades

by Bia Mies | 09/07/2017 11:01

Faltavam 2 minutos para as 5h da manhã. Eu não conseguira pregar o olho. As cenas da noite anterior passavam pelos meus pensamentos como fadas sapecas, soltando faíscas pelos passos de dança, acordes de vozes, expressões dos meus colegas de palco e a penumbra da expectativa na platéia. Mimetizados pelos dois grandes conjuntos de cadeiras em elevado, à direita, estavam uma mãe, um pai, uma irmã, um namorado, um amigo, um chefe, uma italiana, uma atriz e uma francesa. Todos enganados, a princípio, pela falsa loira de preto.

Faltavam 2 minutos para as 5h, o ventilador do teto mascarava os ruídos externos e minha irmã dormia em minha cama. Linda, angelicalmente doce e já deixando as saudades impregnadas no travesseiro improvisado e lençóis usados durante a semana. Um momento realmente feliz, a ser pintado nas entranhas das paredes dessa nova vida.

Faltavam os mesmos 2 minutos, mostravam as manchas digitais no celular. Ao alcance da luz diminuta do aparelho telefônico estavam 2 copos e 1 garrafa de água – dessas de 1,5L que se compra em supermercado – com um líquido vermelho. A madrugada começara regada a suco artificial de morango, visitas à cozinha e à sala de estudos, conversas sussurradas, banho com sabonete de maçã verde e cheiro de memória.

Faltam só 2 minutos, ela já vai despertar para ir embora. Eram 5h da tarde ainda, quando finalmente conseguiram sair de casa em direção ao Rio de Janeiro. Os outros já se encontravam nas Laranjeiras. E o tempo corria, como minha prima ao volante.

Apenas 2 minutos. Os cumprimentos apertados de carinho e da certeza de que eu tinha a melhor e mais fiel torcida do mundo. Uma torcida que descobri amar mais do que eu imaginava.

2 para às 5h. No térreo, um casal acordaria em silêncio, esperando o leite com Toddyferente que suas meninas trariam para o simplório desjejum daquela manhã tão díspar…

Já passam das 5h. Eles se foram. E ao olhar ao redor sinto escorrerem as primeiras lágrimas. Um pequeno e imenso bilhete de 1ª visita… Como uma vela em chama serena, sinto iluminar mornamente meu peito, numa representação tosca de amor. Amor e vida; mais que isso.

Os celulares alertam o recebimento de novas mensagens. Pai e mãe. Palavras, saudades.

Comentários

Compartilhe isso:

Curtir isso:

Endnotes:
  1. [Image]: https://www.pinterest.com/pin/create/button/?url=http%3A%2F%2Fcronicascariocas.com%2Fcolunas%2Fcronicas%2F2-minutos-para-sentir-saudades%2F&media=http%3A%2F%2Fcronicascariocas.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F07%2F2-minutos-saudades.jpg&description=2%20minutos%20para%20sentir%20saudades
  2. Tweet: https://twitter.com/share

Source URL: http://cronicascariocas.com/colunas/cronicas/2-minutos-para-sentir-saudades/