Crônicas

A COISA PÚBLICA

Campista Cabral
Escrito por Campista Cabral

A coisa pública não é pública.

A coisa pública, por ser coisa, parece distante de tudo e de todos, algo simbólico, imaterial e, por isso mesmo, difícil de ver e sentir!

A coisa pública, à primeira vista, não tem sangue, corpo, sentimento ou voz e, por isso mesmo, difícil de entender e tocar!

Por isso, pensam alguns, não estou matando nem roubando alguém!

Por isso, pensam alguns, que mal há?

Por isso, a coisa pública é usada, usurpada, manipulada e surrupiada!

Parece não matar ninguém!

Parece não ferir ninguém!

Parece não humilhar ninguém!

Em qualquer situação, a coisa pública, que não é pública, serve a interesses particulares, gostos vulgares e em todos os lugares!

E não importa a questão, a coisa pública é sempre retirada, embolsada, em apartamentos longe do fisco, guardada!

Está com fome? Problema!

Está sem escola? Problema!

Está sem emprego? Problema!

Está inseguro? Problema!

Farinha pouca o meu pirão primeiro!

E assim, a coisa pública vai sendo gasta, raspada, riscada, quebrada, dilapidada, bebida, sorvida, absorvida e virando cada vez mais particular, nominal, partidária ou pessoal…

Enquanto isso, os canalhocratas pensam a “reforma política” mudando siglas como se fosse possível limpar o péssimo hábito de não zelar pela coisa pública simplesmente porque uma letra entrou ou saiu…

Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

Campista Cabral

Campista Cabral

Escritor, poeta e cineasta amador. Publicou quatro livros. O REI, O POETA, A MULHER E O MAR (contos), TERRA BRASILIS (crônicas), PARA ENTENDER UMA NOVA EDUCAÇÃO (livro voltado para os problemas da educação no século XXI) e FORMAÇÃO DOCENTE E PRÁTICAS INOVADORAS (livro sobre novas práticas docentes no ensino superior). Realiza anualmente o FESTIVAL DE CINEMA DE TERESÓPOLIS e, dentre alguns trabalhos na área, destaque para o filme NOITES COM SOL (2011) e os documentários PALAVRAS (2008), CAMINHOS EUCLIDIANOS (2012) e O QUE É FELICIDADE? (2013). Escreve regularmente para o Escritartes (www.escritartes.com) e Recanto das Letras (www.recantodasletras.com)

%d blogueiros gostam disto: