Crônicas

Amizade

Roberto Ferrari
Escrito por Roberto Ferrari

Amizade um relacionamento gratificante quando sincero e importante em momentos difíceis, prazeroso em situações de felicidade.

Como dizia o poetinha: Amigo não se faz, se reconhece. Palavras sábias de uma pessoa que viveu intensamente e amou com paixão, e fez com a vida um casamento eterno.

Já me machuquei muitas vezes por me abrir ou procurar ajudar falsos amigos, mas querem saber não me importo, mais vale a minha consciência em ter tentado ajudar ou ter praticado o bem do que uma mágoa bem lá no fundo do coração.

Amigos tenho poucos, tenho a certeza que no dia em que for encontrar com o Pai, estes poucos estarão lá, chorando, rindo, mas também falando de tudo que fiz de bom e de ruim nesta vida, das topadas que levei, das burrices que cometi, mesmo que fossem com uma intenção boa.

Os meus verdadeiros amigos estarão sempre ao meu lado em espírito e matéria, entregaram seus sentimentos a mim como eu farei o mesmo por eles. Escutarei cada palavra de desabafo e na minha modesta experiência tentarei aconselha-los e apoia-los, tenho a certeza de que quando os meus dias de tristeza ou de raiva chegarem, eles farão o mesmo por mim.

Ah!! Quantas lembranças boas destas amizades, quantos porres, churrascos, ida a estádios, enfim quantas aventuras juntos.

Isto sim se for sincero será motivo de festa no meu coração e na minha alma, pois amigos como vocês são muito difíceis de encontrar é como dizia na Bíblia sobre um rico entrar no reino dos céus, já adaptando ficaria: É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que se encontrar um amigo verdadeiro e sincero nesta vida.

Esta é a minha reflexão inspirada na sensibilidade da minha alma.

Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

Roberto Ferrari

Roberto Ferrari

Roberto Ferrari nasceu em São Paulo no ano de 1957, e se formou engenheiro e fez duas pós-graduações. Aos 54 anos de idade resolveu seguir sua real vocação: Escrever. Roberto iniciou sua carreira literária em 2011 e já publicou os livros: Sublime Amor, Ventos da Paixão, Identidade Assassina, Fundamental como o Amor, Refúgio da Alma, Negócios de Sangue, Intenso como a Vida, Mansão Molnár, Juras Apaixonadas, O Ceifador de Almas e Suplício de Amor.
Roberto Pertence a varias Academias de Letras e é Presidente da ACLASP- Academia de Ciências, Letras e Artes de São Paulo.
Roberto já recebeu diversas homenagens e entre elas pode-se destacar a feita pela ABRASCI que o elegeu para ocupar a cadeira de nro 39, cujo patrono é Vinicius de Moraes. No transcorrer de sua curta carreira, Roberto já participou de mais de 100 Antologias Poéticas. Como ele mesmo diz o trabalho em prol da cultura, é árduo, porém dignificante.

%d blogueiros gostam disto: