Crônicas

Amor sem fim

Roberto Ferrari
Escrito por Roberto Ferrari

Quando a chama do amor acende em nossos corações, a vida floresce em sensação e desejo de amar livremente tornando este momento um ato de entrega total, onde só nos interessa a felicidade plena e completa de nossos seres.

A intensidade dos sentimentos que povoam meus pensamentos leva meu espirito ao mais completo deleite e cada vez que sinto teu calor a me acalentar e seus beijos doces como o mel mais puro sempre  me deixando com saudades dos beijos anteriores, sinto que minha alma e todo meu ser te pertencem a cada instante de nossas vidas.

Amor palavra de tantos significados e de tanta força, expressa a vontade de ser estar junto em todos os momentos e de sempre querer estar na viagem do pensamento ao lado da mulher amada para desfrutar dos paraísos a que somos levados numa interminável paixão.

Quando seu amor invadiu meu coração foi como estar numa noite escura e de repente tudo se iluminou como se fosse a luz de um relâmpago tornando tudo claro e com uma paz celestial.

Teu amor dentro do meu coração foi como um vendaval de paixão, me deixando perplexo ante tanta beleza e magnitude, só através do poder do amor para a solidão abandonar meu coração, por você faço o impossível e pelo teu amor te trago as estrelas do firmamento.

Amor sem fim que destrói e vence as barreiras, conquista nossos corações e nos deixa perdidos dentro dos sentimentos, mas que no final coloca nossos espíritos em total sintonia.

Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

Roberto Ferrari

Roberto Ferrari

Roberto Ferrari nasceu em São Paulo no ano de 1957, e se formou engenheiro e fez duas pós-graduações. Aos 54 anos de idade resolveu seguir sua real vocação: Escrever. Roberto iniciou sua carreira literária em 2011 e já publicou os livros: Sublime Amor, Ventos da Paixão, Identidade Assassina, Fundamental como o Amor, Refúgio da Alma, Negócios de Sangue, Intenso como a Vida, Mansão Molnár, Juras Apaixonadas, O Ceifador de Almas e Suplício de Amor.
Roberto Pertence a varias Academias de Letras e é Presidente da ACLASP- Academia de Ciências, Letras e Artes de São Paulo.
Roberto já recebeu diversas homenagens e entre elas pode-se destacar a feita pela ABRASCI que o elegeu para ocupar a cadeira de nro 39, cujo patrono é Vinicius de Moraes. No transcorrer de sua curta carreira, Roberto já participou de mais de 100 Antologias Poéticas. Como ele mesmo diz o trabalho em prol da cultura, é árduo, porém dignificante.

%d blogueiros gostam disto: