Crônicas

Apenas um cão

Glória Topan
Escrito por Glória Topan

Um olhar, uma lambida, um roçar dão a sensação doce que você é importante para aquele cão.

Como companheiro, como nosso fiel amigo, temos várias demonstrações do valor que tem cada gesto de afago, cada momento que dedicamos a ele.

Quando ele nos olha, sem proferir uma palavra, o que sente por nós, naquele doce olhar de amizade, é transmitido.

Somos tudo para ele e não podemos imaginar que é apenas um cão porque ele é muito mais: é aquele que se pode contar, que não deixa você se sentir só, é quem vai lhe defender quando ameaçada e quem também lhe alertará quando algo vai acontecer.

E quando o repreendemos por ter feito algo reprovável ele docilmente retorna e senta a nosso lado.

Não existe nenhuma forma de expressão tão sincera quanto à recepção dada por um cão que recebe seu dono por menor que seja sua ausência. Esse é o lado doce de uma relação entre um cão e seu dono.

Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

Glória Topan

Glória Topan

Glória de Mello Topan: "Gosta de ler, viajar e esporte. Atualmente é discípula da Fundação Logosófica e gosta de colaborar. Foi voluntária no PAN, no PARAPAN, na APAE de Búzios. Fez pós na PUC e mestrado na UERJ em Educação Especial.

Obrigado por visitar o nosso site.

Facebook
%d blogueiros gostam disto: