Crônicas

Crônica da Primavera

Campista Cabral
Escrito por Campista Cabral

E quando o problema for muito grande e quando a dor parece ser tamanha e quando a fila parece ser interminável e quando tudo parece ser o que não deveria…

Recomece

Flores e frutos e sol…

Muito sol e muitas cores odores sabores.

Gosto da primavera. Nasci no dia 23 de setembro. Dia, de acordo com alguns especialistas, início oficial da primavera. Gosto dessa estação porque ela encarna a beleza do recomeçar. As árvores com folhas novas, as sementes transformadas em frutos, frutos arrebentando de maduros, mudança de cores, mudança de humores, refazer, caminhar de novo e de novo e sempre… Eis o mistério da vida. Eis o princípio das coisas: começar e recomeçar.

Gosto da primavera justamente por isso! E penso nessa crônica misturando os sabores da manga, da jabuticaba, do cajá ao gosto das palavras, de todas as palavras que, juntas, formam um painel da cidade nessa estação tão bonita e pulsante…

Gosto da primavera porque gosto da primavera! Ora… Gosto porque gosto! E gosto do gosto desta crônica que, embora pequena, tem a pretensão de ser um bom dia, um olá, um oi, um abraço, um conforto para quem lê. É só um pedacinho de texto tentando traduzir a beleza de um tempo: o tempo de fazer de novo!

Então, recomece os planos. Trace rumos. Caia na estrada. Mergulhe. Veja. Sinta o sol e o vento e o calor. Sinta as frutas todas. Gostos vários. Sinta o prazer da vida. Mas sinta agora! Sem demora… Possibilidades! E não idade! Idades!

Gosto da primavera porque ela me faz pensar exatamente sobre esta força incrível que é o recomeço.

Recomece!

Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

Campista Cabral

Campista Cabral

Escritor, poeta e cineasta amador. Publicou quatro livros. O REI, O POETA, A MULHER E O MAR (contos), TERRA BRASILIS (crônicas), PARA ENTENDER UMA NOVA EDUCAÇÃO (livro voltado para os problemas da educação no século XXI) e FORMAÇÃO DOCENTE E PRÁTICAS INOVADORAS (livro sobre novas práticas docentes no ensino superior). Realiza anualmente o FESTIVAL DE CINEMA DE TERESÓPOLIS e, dentre alguns trabalhos na área, destaque para o filme NOITES COM SOL (2011) e os documentários PALAVRAS (2008), CAMINHOS EUCLIDIANOS (2012) e O QUE É FELICIDADE? (2013). Escreve regularmente para o Escritartes (www.escritartes.com) e Recanto das Letras (www.recantodasletras.com)

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: