Crônicas

CUSTO BRASIL

Campista Cabral
Escrito por Campista Cabral

Sobe o custo de vida, sucumbe a vida, sobrevida, o que sobe mais?

Sob tortura aprovam todos os sublinhados e até os riscados!

Sob emendas endireitam o errado, autorizam o desautorizado, dão voz ao desarticulado!

Sobremaneira sobe a balança e sem sobremesa, somem as faixas, sobem os caixas e as taxas.

Sobe a adrenalina, sobe a depressão, sobe a gasolina e sempre o feijão!

Sobem a ladeira, sobretudo postes, canos, luz, gás, água quente e gelada!

Sobe a impunidade, sobe a maldade e sobe a impunidade!

Sobe o IPTU, o ICMS, o IPVA, só pra ver no que vai dar!

Sobe a bandeira, sobe a cegueira, sobem o morro milhares de fuzis!

Sobe o analfabetismo e a falta de segurança nos vários brasis…

Sobe boi, sobe boiada, sobem homens, sobe a mulherada, todos fugindo de marginais!

Sobe a indecência, sobe a maledicência, sobem delações, sobem os plurais!

Sobe o custo de vida, sucumbe a vida, sobrevida, sobem os “ais”

 

 

Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

Campista Cabral

Campista Cabral

Escritor, poeta e cineasta amador. Publicou quatro livros. O REI, O POETA, A MULHER E O MAR (contos), TERRA BRASILIS (crônicas), PARA ENTENDER UMA NOVA EDUCAÇÃO (livro voltado para os problemas da educação no século XXI) e FORMAÇÃO DOCENTE E PRÁTICAS INOVADORAS (livro sobre novas práticas docentes no ensino superior). Realiza anualmente o FESTIVAL DE CINEMA DE TERESÓPOLIS e, dentre alguns trabalhos na área, destaque para o filme NOITES COM SOL (2011) e os documentários PALAVRAS (2008), CAMINHOS EUCLIDIANOS (2012) e O QUE É FELICIDADE? (2013). Escreve regularmente para o Escritartes (www.escritartes.com) e Recanto das Letras (www.recantodasletras.com)

Facebook
%d blogueiros gostam disto: