Crônicas

Mulher

Foto: Internet
Roberto Ferrari
Escrito por Roberto Ferrari

Quero deixar aqui registrado minha admiração pelas mulheres. Seres angelicais dotados de uma inteligência notável. São guerreiras e se entregam de corpo e alma ao amor.

Eu as respeito por tudo que representam na nossa vida. Afinal o que seria de nós, sem elas?

Garanto a vocês que o homem sofreria muito, pois ele não sabe viver sozinho e é a mais pura verdade, somos fracos emocionalmente perante elas.

Tantos artistas já prestaram homenagens a estas maravilhosas vencedoras. Digo vencedoras, pois criar filhos, triunfar no trabalho ou na carreira e ainda ter amor para dar a seu amado, não é para qualquer um.

As mulheres sempre me inspiraram, desde adolescente já escrevia versos para elas e hoje vejo como fui e sou feliz em poder retratar o amor no qual as mulheres são mestras. Uma missão maravilhosa poder espalhar o amor e entender um pouco do universo feminino.

Mulher ser de uma vocação incondicional ao amor, ser que brilha e que desfila seu charme e beleza por onde passa. Não concordo com Vinícius de Moraes quando ele diz para as mulheres feias o desculparem, mas beleza é fundamental. Acho que a beleza pode ser um atrativo inicial, mas se ela não existir, o charme, a elegância, a inteligência, vão compensar a falta dela de forma igual.

Além do mais a beleza vai embora com o tempo e o que sobra são os atrativos interiores, da alma. Portanto meus amigos, vamos venerar esta criação maravilhosa de Deus: as mulheres.

Como poeta e eterno admirador do sexo oposto posso dizer que tem sido maravilhoso poder conviver com as mulheres que são pura emoção.

Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

Roberto Ferrari

Roberto Ferrari

Roberto Ferrari nasceu em São Paulo no ano de 1957, e se formou engenheiro e fez duas pós-graduações. Aos 54 anos de idade resolveu seguir sua real vocação: Escrever. Roberto iniciou sua carreira literária em 2011 e já publicou os livros: Sublime Amor, Ventos da Paixão, Identidade Assassina, Fundamental como o Amor, Refúgio da Alma, Negócios de Sangue, Intenso como a Vida, Mansão Molnár, Juras Apaixonadas, O Ceifador de Almas e Suplício de Amor.
Roberto Pertence a varias Academias de Letras e é Presidente da ACLASP- Academia de Ciências, Letras e Artes de São Paulo.
Roberto já recebeu diversas homenagens e entre elas pode-se destacar a feita pela ABRASCI que o elegeu para ocupar a cadeira de nro 39, cujo patrono é Vinicius de Moraes. No transcorrer de sua curta carreira, Roberto já participou de mais de 100 Antologias Poéticas. Como ele mesmo diz o trabalho em prol da cultura, é árduo, porém dignificante.

%d blogueiros gostam disto: