Crônicas

MULHER

Campista Cabral
Escrito por Campista Cabral

Seu nome é Rosa, seu nome é Flora, seu nome é Lis e seu nome é flor… Negra, branca, amarela, enfim, seu nome é cor!

Seu nome é grande, seu nome é pequeno, seu nome é luz e é sereno! Vento e mar, areia e sol… Só vendo!

Veste-se com elegância ou veste-se simplesmente… É doce e é dura e trabalha e é gente!

Às vezes, mãe, às vezes pai também. Quando necessário, educa um, dois, três filhos como ninguém!

Vestido, maquiagem, batom e o que mais vier. Estes são apenas truques de uma mulher.

No entanto, a pequena crônica não fala da indubitável beleza, mas deixa no ar uma certa leveza.

A leveza que se tem das coisas e dos bichos e de toda gente porque tem o dom de fazer crescer uma semente.

Mulher é ser sempre plural. E não importa o que digam, não há igual!

Edificando sonhos e orientando vidas.

Preparando o solo e colhendo os frutos.

Ensinando as pessoas e curando as feridas.

Escrevendo a história e derrubando os muros.

Eis o milagre de ser o que é: mulher!

Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

Campista Cabral

Campista Cabral

Escritor, poeta e cineasta amador. Publicou quatro livros. O REI, O POETA, A MULHER E O MAR (contos), TERRA BRASILIS (crônicas), PARA ENTENDER UMA NOVA EDUCAÇÃO (livro voltado para os problemas da educação no século XXI) e FORMAÇÃO DOCENTE E PRÁTICAS INOVADORAS (livro sobre novas práticas docentes no ensino superior). Realiza anualmente o FESTIVAL DE CINEMA DE TERESÓPOLIS e, dentre alguns trabalhos na área, destaque para o filme NOITES COM SOL (2011) e os documentários PALAVRAS (2008), CAMINHOS EUCLIDIANOS (2012) e O QUE É FELICIDADE? (2013). Escreve regularmente para o Escritartes (www.escritartes.com) e Recanto das Letras (www.recantodasletras.com)

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: