Crônicas

O Mundo dos Imbecis

Campista Cabral
Escrito por Campista Cabral

A tecnologia digital é, sim, a grande revolução do final do século XX e início do século XXI. De fato, distâncias foram encurtadas, o tempo foi otimizado, os negócios ganharam cada vez mais dinamismo e a interação tornou-se símbolo de uma era mais que veloz!

No entanto, esta mesma interação também é sinônimo daquilo que pode ser considerado bastante ruim: a imbecialização das coisas e das pessoas.

Nos tempos pós-modernos, poucos segundos bastam para alçar ao fútil e efêmero estrelato qualquer um! Qualquer um mesmo! Eis o problema!

Na internet, diversos vídeos “viralizam”, ou seja, tornam-se fenômenos de exibição. E quando falo em exibição, devemos calcular sempre em milhões. Vídeos e textos e áudios e fotos sobre tudo. Rigorosamente tudo! Mas, ao que parece, o “tudo” que realmente importa é bobagem. Rir do outro ou rir de si mesmo! Rir de banalidades! Rir de futilidades! Rir do nada, do vazio, de imbecilidades!

Durante séculos, era bastante difícil ter acesso à leitura e, mais ainda, aos livros. Parte significativa do mundo era analfabeta! A invenção da imprensa mudou substancialmente o cenário.

Hoje, a informação, em tese, está à disposição de qualquer pessoa que queira aprender! Mas as inúmeras bibliotecas que estão dentro dos computadores, tabletes ou smarthpones, não conseguem competir com os imbecis e a imbecialização!

O que espanta é que o ser humano passou por toda sorte de guerras, conflitos e doenças para escrever sua história, acumulando muita informação e construindo a História. Literatura, Música, Cinema, Artes Plásticas, Matemática, Ciência, enfim, conhecimento de milênios que, no mundo digital e globalizado, está na palma da mão!

E mais uma vez, um vídeo de arrotos ou uma competição de cuspes ou um grande discurso cheio de palavrões inundam as telas, todas elas! E mais uma vez, a dança esquisita de uma senhora ou um cachorro babando ou um tropeço suburbano chamam a atenção! E mais uma vez, a torcida para quem será o ganhador do BBB gera comoção!

A tecnologia, qualquer que seja, faz e fará parte de nossa história e de nossa evolução. A tecnologia digital nos facilitou em diversas tarefas cotidianas. E isso é verdade! Usamos computadores, tabletes e celulares como extensões do nosso próprio corpo. Reconhecemos o mundo, muitas vezes, através dos dispositivos e telas.

Mas não podemos nos esquecer nunca daquilo que sempre nos impulsionou a fazer as coisas, a criar: o descontentamento. Afinal, ser descontente é ser Homem…

Quando nos imbecializamos, ficamos todos iguais, ficamos todos rasos, superficiais. Quando nos permitimos ingressar na massa de imbecis, dissolvemos nossa força inventiva, ficamos nulos, ficamos vazios, ficamos sem identidade!

A única coisa que nos resta é postar um vídeo bacana sobre uma bobagem qualquer!

E mais uma vez, alguns milhões assistirão e darão risada e compartilharão com mais amigos e alguém, numa cidadezinha qualquer, será a nova celebridade de então!

Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

Campista Cabral

Campista Cabral

Escritor, poeta e cineasta amador. Publicou quatro livros. O REI, O POETA, A MULHER E O MAR (contos), TERRA BRASILIS (crônicas), PARA ENTENDER UMA NOVA EDUCAÇÃO (livro voltado para os problemas da educação no século XXI) e FORMAÇÃO DOCENTE E PRÁTICAS INOVADORAS (livro sobre novas práticas docentes no ensino superior). Realiza anualmente o FESTIVAL DE CINEMA DE TERESÓPOLIS e, dentre alguns trabalhos na área, destaque para o filme NOITES COM SOL (2011) e os documentários PALAVRAS (2008), CAMINHOS EUCLIDIANOS (2012) e O QUE É FELICIDADE? (2013). Escreve regularmente para o Escritartes (www.escritartes.com) e Recanto das Letras (www.recantodasletras.com)

Obrigado por visitar o nosso site.

Facebook
%d blogueiros gostam disto: