Crônicas

O que importa?

Roberto Ferrari
Escrito por Roberto Ferrari

O que importa? O que realmente importa na vida, será que sabemos, será que chegamos a descobrir durante a nossa existência. Esta questão por muitas vezes é o fulcro da nossa vida.

Quantos de nós não gostaríamos de fazer outras coisas diferentes daquelas que compõe a rotina, que tanto cansa, que tantos relacionamentos destrói, que tantas vidas anula. A vida foi feita para ser vivida na sua plenitude e quando falo desta forma quero dizer, viver no limite, aproveitar cada segundo, cada momento, ocupar-se do que se ama fazer.

Muitos ao lerem este pequeno texto vão dizer que sou louco, que não tenho responsabilidade, enfim a estas pessoas respondo com meu amor pela vida. As pessoas podem executar tarefas importantes para sua sobrevivência, mas também devem se preocupar com atividades que permitam sua sobrevivência espiritual, ou seja, vamos fazer o que amamos se não em tempo integral pelo menos parcialmente.

O dinheiro não pode ser nosso único incentivo, pois o dinheiro é importante até o momento que passa a nos controlar. Devemos ter a alma livre, solta, buscando sempre a felicidade.

Não devemos e nem podemos escutar muito o que os outros falam sobre nossa opção de vida, precisamos fazer coisas que nos tornem um ser humano completo feliz, que se ama, só assim seremos capazes de amar outras pessoas. Eu sempre sigo a poesia de Fernando Pessoa:

Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.

A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nós queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós próprios.

Suave é viver só
Grande e nobre e sempre
Viver simplesmente.
Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses.

Esta poesia sintetiza o meu modo de viver sempre faço o que me deixa feliz independente da opinião de terceiros. Sou feliz porque amo e amo porque sou feliz.

Vamos viver com coragem, ousadia e amor e o resto a vida nos supre.

A graça da vida é a surpresa que nos aguarda a cada momento de nossa existência.

Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

Roberto Ferrari

Roberto Ferrari

Roberto Ferrari nasceu em São Paulo no ano de 1957, e se formou engenheiro e fez duas pós-graduações. Aos 54 anos de idade resolveu seguir sua real vocação: Escrever. Roberto iniciou sua carreira literária em 2011 e já publicou os livros: Sublime Amor, Ventos da Paixão, Identidade Assassina, Fundamental como o Amor, Refúgio da Alma, Negócios de Sangue, Intenso como a Vida, Mansão Molnár, Juras Apaixonadas, O Ceifador de Almas e Suplício de Amor.
Roberto Pertence a varias Academias de Letras e é Presidente da ACLASP- Academia de Ciências, Letras e Artes de São Paulo.
Roberto já recebeu diversas homenagens e entre elas pode-se destacar a feita pela ABRASCI que o elegeu para ocupar a cadeira de nro 39, cujo patrono é Vinicius de Moraes. No transcorrer de sua curta carreira, Roberto já participou de mais de 100 Antologias Poéticas. Como ele mesmo diz o trabalho em prol da cultura, é árduo, porém dignificante.

%d blogueiros gostam disto: