Crônicas

Terra dos papagaios

Campista Cabral
Escrito por Campista Cabral

Aos dezenove dias do ano da graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, a poucos dias do Natal, vislumbramos uma porção considerável de terra. Terra boa e muito formosa! Terra esta a que denominamos, por conta dos animais que tem, Terra dos Papagaios. Contudo, é também conhecida por Brasil, Terra Brasilis…

Assim, imagino eu, Pero Vaz de Caminha reescreveria a carta neste novo tempo!

Terra ainda formosa! Terra ainda de papagaios! Terra de pouco pau-brasil!

Ao descer em praias poluídas e cheias de turistas, nosso espantado escrivão-mor não deixaria de registrar que, apesar da beleza, a degradação ambiental, social e ético-moral corrompe boa parte da estrutura da referida terra!

Deixemos de lado nosso escrivão e falemos do nosso tempo, tempo de incertezas e tempo de absurdos!

Não acredito em uma democracia em que políticos têm superpoderes e se colocam acima do bem e do mal.

Não acredito em uma democracia em que políticos não respeitam a vontade popular, rasgando direitos, desvirtuando ideias e projetos, calando sistematicamente a voz do povo!

Na Terra Brasilis vivemos uma ditadura sutil. Ditadura esta que, dentro de seu castelo de faz de conta (a podre e fétida capital federal), prende, arrebenta, negocia e suga as riquezas do país.

Não acredito em uma democracia em que políticos permanecem em postos, funções e cargos por décadas e décadas, como se emprego fosse!

Não acredito em uma democracia em que a educação e a saúde, apesar dos gordos impostos e “algum investimento”, NUNCA melhora!

Nossa democracia é parca, podre, cambeta, patética, ridícula.

Na festa dos inúmeros partidos e na farra das verbas partidárias, a Terra Brasilis apodrece lentamente!

O que somos?

O povo feliz e sorridente e receptivo?

O povo idiota que abaixa a cabeça e não nega a fama de acomodado?

O povo guerreiro que enfrenta a guerra do dia a dia nas grandes metrópoles?

O que somos?

O que faremos?

A resposta do Ministério Público diante da costura do pacote anticorrupção sinaliza: nunca, em tão curto espaço de tempo, deputados, vereadores, senadores, prefeitos e governadores tiveram um enfrentamento ético tão contundente!

Nomes de quase todos os partidos existentes estão envolvidos em atos de corrupção!

Mais uma vez, não importa se direita ou esquerda ou centro, o que importa é que pessoas corruptas não podem permanecer onde estão!

De volta ao nosso escrivão, a visão sempre é mais bonita quando se está a uma certa distância, sem a aproximação necessária dos críticos e céticos e sem a vivência…

Terra formosa de águas temperadas! Terra dos papagaios!

Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

Campista Cabral

Campista Cabral

Escritor, poeta e cineasta amador. Publicou quatro livros. O REI, O POETA, A MULHER E O MAR (contos), TERRA BRASILIS (crônicas), PARA ENTENDER UMA NOVA EDUCAÇÃO (livro voltado para os problemas da educação no século XXI) e FORMAÇÃO DOCENTE E PRÁTICAS INOVADORAS (livro sobre novas práticas docentes no ensino superior). Realiza anualmente o FESTIVAL DE CINEMA DE TERESÓPOLIS e, dentre alguns trabalhos na área, destaque para o filme NOITES COM SOL (2011) e os documentários PALAVRAS (2008), CAMINHOS EUCLIDIANOS (2012) e O QUE É FELICIDADE? (2013). Escreve regularmente para o Escritartes (www.escritartes.com) e Recanto das Letras (www.recantodasletras.com)

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: