Novelas

Asfora, a vizinha metida e o yorkshire – pt-3

Carioca da Silva
Escrito por Carioca da Silva

Cap. 03 – “Reunião de condomínio”

Asfora devolveu cuidadosamente o yorkshire para a vizinha. Tremendo de medo de levar um fora ou perder para sempre uma oportunidade de uma aproximação com Madá.

Antes que ele se desse por conta, alguém já havia manifestado o desejo para agilizar uma reunião e debaterem o ocorrido.

Ficou decidido, naquele instante, que uma reunião de condomínio de caráter extraordinário seria marcada imediatamente para discutir a situação. Asfora sentiu-se aliviado, mas sabia que seria por poucos dias até ter de encarar todas aquelas pessoas e tantas outras que ficariam sabendo do vexame que passara.

O síndico, que acompanhava a confusão da outra ponta do corredor, soltou um grito lá dos fundos que chamou a atenção de todos:

– A reunião será hoje mesmo. Não vamos perder tempo. Quem tiver de acordo que levante a mão. Faz tempo que esse senhor vem tentando provocar a minha liderança aqui no prédio – esbravejou!

Todos concordaram.

Asfora estava arroxeado de raiva. Não tinha esperanças de sair dali ileso e já temia pela sua segurança.

Pediu a palavra, mas sua fala foi sufocada pelos gritos da pequena Emanuela:

– Esse cachorro me mordeu! Ele tá vivo! – gritou a menina.

Houve empurra-empurra para se aproximar da menina e do cão. Asfora se desvencilhou e, finalmente, conseguiu voltar para o interior do apartamento.

Roberto, o veterinário, preferiu chamar Roberval, o companheiro com o qual dividia o pequeno apê de quarto e sala.

Roberval chegou bufando de raiva. Entrou e puxou o vizinho pra fora pela toalha ainda presa ao corpo. Asfora não resistiu, mas pediu para vestir-se antes… não foi possível, já que Madá soltou-lhe um tapa no rosto que deixou as marcas dos dedos.

Roberto interveio para ajudar. Asfora pediu mais uma vez para falar. O síndico disse-lhe que o deixaria falar durante a reunião.

Alguém veio empurrando uma bancada de madeira maciça e o colocou bem diante da porta de Asfora. Outros trouxeram cadeiras, canetas.

O síndico pediu papel e começou ali mesmo rabiscar a pauta da reunião.

*Fim do Capítulo 3 – **Continua no próximo Capitulo…
Comentários

Print this entry

Sobre o Autor

Carioca da Silva

Carioca da Silva

*CARIOCA DA SILVA é carioca mas é fictício. Solteiro, mora sozinho e é apaixonado por qualquer vizinha gostosona que tem, já teve ou terá.

Obrigado por visitar o nosso site.

Facebook
%d blogueiros gostam disto: